sexta-feira, janeiro 11, 2008

On the Phone


Ela: Alô?
Ele: Quem fala?
Ela: Eu. Quem fala?
Ele: Você sabe...
Ela: Nem.
Ele: Vai ter que adivinhar...
Ela: Ah. você é o Brad Pitt me dizendo que tá exausto da Angelina e daquelas crianças todas, e quer que eu fuja com você pra Fidji.
Ele: Hmmm...não.
Ela: Não? Droga!
Ele: Tenta de novo...
Ela: Assim: se você não disser logo, eu desligo.
Ele: Você me pediu...
Ela: Pedi o que?
Ele: "Canta pra mim....?"
Ela: hmm...
Ele: Depois me encontrou num sonho...dançou comigo...uma praia...o seu cabelo...
Ela: Não foi na praia.
Ele: Claro que foi!
Ela: Não...era um restaurante, um clube, alguma coisa assim.
Ele: Eu tava com você na praia.
Ela: Bem feito! Então você não sabe nada do sonho.
Ele: Me conta.
Ela: Nah!...não aconteceu nada.
Ele: Conta.
Ela: Pra que?
Ele: Eu quero saber o que você sonhou.
Ela: Aliás...como você sabia o meu telefone?
Ele: Você me deu.
Ela: No sonho? Ta doido?
Ele: Não...no e-mail. Você mandou pelo telefone.
Ela. O que? Ele manda o número? Eu não sabia! Gente! Preciso mudar isso...
Ele: Obrigado...
Ela: Não! Ainda bem que eu não mudei ainda...senão...ah...você entendeu!
Ele: Quer que eu desligue?
Ela: Nunca!
Ele: Você sabia que eu ia ligar. No sonho eu liguei.
Ela: Você é do tipo que liga depois?
Ele: Depois do sonho? Claro!
Ela: hahaha!
Ele: Sabe que foi na mesma noite?
Ela: O que?
Ele: O sonho. Eu também sonhei!
Ela: Você nem dorme quando eu estou dormindo...
Ele: Então você não sabe onde eu estou?
Ela: Como assim?
Ele: Em Buenos Aires.
Ela: hm...so close, yet so far!
Ele: Vou anotar.
Ela: O que?
Ele: So Close, Yet So Far. Nome de música.
Ela: Hahahahha! Vai fazer uma pra mim?
Ele: Vou. Contando aquele beijo.
Ela: Que beijo?
Ele: O beijo. Eu te beijei...
Ela: Mentira.
Ele: Na praia. Lembra?
Ela: Não foi na praia! Foi na mesa, no canto do restaurante!
Ele: Viu como teve beijo?
Ela: Hahahahhaha! Você é péssimo.
Ele: Eu sou ótimo! Com você, sou perfeito!
Ela: Ai que fraco...cantada de tiozão...
Ele: Já somos tiozões.
Ela: Mesmo assim...Foi fraquinho...
Ele: Lembra do elevador? Aquilo não foi fraquinho.
Ela: Elevador? Não tinha elevador!
Ele: Como não? A hora que eu abri a sua blusa? Foi no elevador.
Ela: Claro que não! Foi na porta do quarto!
Ele: Ha! Bingo!
Ela: Ai! O que?
Ele: Eu abri a blusa. Viu? Eu sei!
Ela: Eu não disse isso.
Ele: Mas eu abri, eu lembro!
Ela: Pára...você não sonhou nada!
Ele: Tá...não precisa contar a parte do champagne...
Ela: ...
Ele: Nossa...se você contar, acho que eu morro aqui.
Ela: ...
Ele: A idéia foi sua...aí, desculpa...não tinha como parar.
Ela: ...
Ele: A gente precisava de água, teve que ir pro chuveiro...ainda dá pra sentir o cheiro da champagne, misturado com com a água quente do chuveiro...
Ela: Pára!
Ele: Desculpa. É mentira?
Ela: Não! Não....mas não tinha como você saber isso. Eu só contei que sonhei com você!
Ele: Eu disse: eu também sonhei.
Ela: Como?
Ele: Não sei, mas foi lindo! E foi uma delícia abrir meu e-mail depois desses dias todos pensando no sonho, e saber que você sonhou a mesma coisa. E descobrir o número do seu telefone jogado lá, foi o máximo!
Ela: ai...
Ele: o que?
Ela: Fiquei vermelha.
Ele: Por que? Porque eu sei?
Ela: É...
Ele: Então eu vou deixar você mais vermelha.
Ela: Impossível.
Ele: Eu chego amanhã.
Ela: Onde?
Ele: At you door, babe.
Ela: Ahn?
Ele: Meu vôo faz escala aí. Posso pedir pra você ir me ver?
Ela: Não sei...será? Tem certeza?!
Ele: Muita.
Ela: Vou ficar mais vermelha.
Ele: Hahaha! Que linda! E eu quero champagne...
Ela: Pára...
Ele: E chuveiro.
Ela: Pára! Não é porque a gente teve um sonho coletivo que vai acontecer alguma coisa entre a gente...
Ele: Ah, claro! Não é porque a gente sonhou a mesma coisa no mesmo dia...Afinal, acontece com todo mundo!
Ela: Sei lá se acontece com os outros, mas mesmo assim. A gente não vai ter nada por causa disso.
Ele: Isso foi especial. Quer dizer alguma coisa.
Ela: Não. Foi só um sonho.
Ele: A gente é especial.
Ela: Não.
Ele: Há quanto tempo a gente se conhece?
Ela: Eu nunca vi você.
Ele: Há quanto tempo a gente se conhece?
Ela: A gente não se conhece...
Ele: Faz muito tempo que a gente se conhece.
Ela: Mas é diferente...
Ele: Muitos anos. E eu não quero perder mais nenhum.
Ela: Mas a gente nem se conhece...
Ele: Até amanhã.
Ela: Não!
Ele: At your door.
Ela: Não faz isso...
Ele: Eu ligo.
Ela: Não!
Ele: Não existe essa hipótese. Dorme bem...sonha comigo.
Ela: Eu to sonhando.
Ele: Eu sei. É coletivo...


Click.
Click.
Help!

2 comentários:

Alice Salles disse...

ahhh... dreams....

agora quero saber se ele ligou depois pra ela, e qual era a marca do champagne! Nada de champagne barato né? por favor.... qual era a cor da blusa que ele abriu e porque raios ele nao abriu o resto também! AHHAHAHHA

besitos Mer!

marcos freitas disse...

wow! dugarái!

bjs
m.