segunda-feira, novembro 13, 2006

Houston, we have a problem!

Ai ai ai, crianças...Daren e Mariana estão meio ferrados.
Meu companheiro, meu marido, meu diretor me perguntou o que eu estou escrevendo.
Eu disse sinceramente: uma bobagem sobre um casal.
Ele pediu que eu contasse.

Ok...abre um vinho, senta à mesa do jardim, acende um cigarro, põe as pernas em cima das dele e vambora.

Povo de meu deus! Não há de ver que o diretor quebrou as nossas pernas, arrasou Daren e Mariana, acabou com a nossa historinha?
Pois agora eu preciso da ajuda seríssima de vocês para poder continuar. Vamos fazer um exercício todos juntos e tornar esse lugar uma coisa realmente interativa. (se vocês toparem, é claro.)

Vamos aos problemas levantados pelo diretor-monstro:
1. História óbvia. "É claro que quando ele aparece na escada todo mundo sabe que eles vão se encontrar no bar. + Ridículo ele ser um bonitão...."
Ok...não vejo problema nisso. Em toda comédia romântica, filme água com açucar, etc etc, é muito óbvio que os personagens principais vão se encontrar. (isso que eu não fiz a bolsa dela cair no chão para ele pegar. hahaha)
SOLUÇÃO: Precisamos eliminar os "porque não". Ok...a chegada dele no balcão do bar foi óbvia demais... Podemos chamar isso de raciocínio 2. Vou explicar:

RACIOCÍNIO 1 - aquela primeira idéia que deve ser descartada imediatamente. Ex: ela derruba a bolsa, se abaixa pra pegar e as mãos deles se encontram, blablabla.
RACIOCÍNIO 2 - Ex: Ele se aproxima do balcão do bar sem que ela perceba, mas Pedro está vendo e tentando avisar para ela e não consegue porque ela não para de falar.
RACIOCÍNIO 3 - Ex: Ele está perdidão e nem sabe que ela está lá, mas Dina chama os dois para apresentá-los.
RACIOCÍNIO 4 - Ex: Na hora do Parabéns, Dina faz um discurso e agradece a seus dois amigos queridos sem os quais a festa não teria sido possível, e sua vida seria miserável: Mariana Ortega e Daren Ross. Só nesse momento os dois ficam sabendo que ambos estão pisando no mesmo chão.

(ta vendo como funciona? O raciocínio 4 já é muito melhor e menos óbvio do que o 1.)

PROBLEMA 2.
Segundo o diretor, aquela mulher que tem todo aquele discurso do poder feminino sobre o sexo oposto não pode ser a mesma que parece uma adolescente quando descobre que ele está na festa e é lindo, etc...
Bom...sobre isso eu tenho uma teoria: toda mulher nesta situação age como adolescente, ou pelo menos sente como adolescente. Acontece que o diretor é homem. Mas daqueles que jamais imaginaram como uma mulher (ou a sua: EU) funciona. Ele deve mesmo achar que eu sou uma fortaleza eterna, que nunca fui adolescente, ou frágil, ou boba, ou completamente idiota. Então, não acho que o problema 2 seja um problema de fato. (basta ver como o Sr. Diretor fica chocado com as reações da filha de 13 anos. Ele não faz idéia do que se passa na cabeça de uma mulher)

Mas enfim...o que acontece em grandes roteiros? Naqueles que grudam a gente na cadeira do cinema até o fim, ou nos levam às lágrimas ou aos ataques de riso?
R: Situações criadas em raciocínio 6, 8, 10!

Sobre o que é uma história boa? Sobre alguém que quer muito alguma coisa, mas o autor fica criando obstáculos para que ele não consiga até pelo menos o meio do 3º ato..

Pois então, crianças...estou contando com vocês. Amanhã, ou hoje à noite, vou publicar a parte IV da nossa novelinha como ela está. Tenham em mente que o nosso diretor não leu...apenas ouviu; talvez então eu seja melhor escrevendo do que falando, ou está mesmo uma grande droga. De qualquer forma, me ajudem a eliminar todos os RACIOCÍNIOS 1 da história, ok?


Contando com vocês...

Bom dia flores do meu dia!

13 comentários:

rafa ela disse...

Nossa, tive recordações do passado! Quando o Cláudio vinha e dava um puta dum balde de água fria em algo que tínhamos trablhado muuuuito, eu ficava puta! Quieta, mas puta!
Mas, faz todo sentido, a história tá bacana... sim, nós somos inexplicáveis... mas adoro pensar, ou melhor, saber que vc vai pensar nos raciocínios 9, 10 e 11. Desculpe, Mê!
Até quero ajudar, mas minha cabecinha nunca foi lá muito boa pra escrever! Prefiro ler!!! Então: Move! hehehehe
bj

Marilia disse...

Hum...eu não vejo problema algum na historia.Mas pensando em uma coisa não obvia...Mariana atropela Daren na saída da festa????Eles não conseguem se encontrar e saem decepcionados, atortoados e um acaba sendo atropelado!!HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Não...não...melhor, eles saem da festa e um deles é sequestrado por terroristas.Jack Bauer que esta de férias e presente na mesma festa salva Mariana.( O Claudio ia gostar disso)HAHAHAHAHAHAHHAAHHAHAHAHA
Brincadeira minha flor!!!
Está tudo perfeito nessa história!!E nós que somos mulheres e os outros pensam que somos fortalezas, precisamos dessas historias com final feliz e bem cor de rosa!!!
Beijooo

Mercedes Gameiro disse...

Wow Marilia...

Jack Bauer não pode chegar! Não esquece que quem ta escrevendo a história sou eu e eu tenho seríssimos problemas com Mr. Bauer. Eu certamente faria a Mariana esquecer o grandalhão bonzinho Daren, pra ficar com o baixinho violento Jack. hahaha

Ta difícil. Quem sabe transformo Daren num Jack melhorado...olha que lindo: Federal Agent Jack Bauer não é mais baixinho e feioso com cara de bicho de goiaba. Agora - sob nova direção - ele é ainda mais gostoso, com 1,96m de altura, um corpanzil que ai ai ai, cabelos dourados, pele bronzeada, olhos azuis e cara de Marlboro Man. Ainda atira super bem, ainda fala cochichando no ouvido da galera e ainda grita: DROP YOUR GUN NOW! NOW!

Vou ter que fazer a Mariana casar com essa criança. hahahaha

Marília disse...

Ta vendo...um final imprevisivel!!HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHHAHAHAHAHAHAHHHAHAHAHA
Aliás já sinto saudade das horas a fio assistindo Jack Bauer.
Nossa essa frase foi foda!!!hahahahahahahahahahahaha
Vale mudar pra Marília????????hahahahahahahahahhaha

Mercedes Gameiro disse...

Pois eu to me rasgando de saudade do Jack!
Terminei a quarta temporada e quem disse que a quinta saiu?
Me recuso a ver na TV. quero ver "de carreirinha" hahaha!

Estou em todas as filas de pré-vendas que você possa imaginar!
Tendo delirium tremens!

Marilia disse...

Idem!!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Paola Zadra disse...

Hum... A partir do RACIOCÍNIO 4 - "Na hora do Parabéns, Dina faz um discurso e agradece a seus dois amigos queridos sem os quais a festa não teria sido possível, e sua vida seria miserável: Mariana Ortega e Daren Ross. Só nesse momento os dois ficam sabendo que ambos estão pisando no mesmo chão".

Logo em seguida, após os aplausos, Dina os apresenta.

Dina, faz uma confidência à Mariana: Daren é seu sobrinho que a alguns dias saiu de um hospital psiquiátrico e está morando com ela. Ele está ali, pois é a parente mais próxima que ele tem. Ou a única que tomou as rédeas da situação para ajudá-lo.

E Dina pede a ajuda de Mariana para ele poder enfrentar a sociedade. (Pois Dina é uma pessoa muito famosa e todos sabem deste "parente lunático").

E uma vez que Mariana conhece todas as pessoas da cidade e sempre foi muito solícita, é a pessoa ideal nesta parceria.

Mariana fica tensa, com medo, apreensiva e com todas as forças de de seu corpo e de sua alma, ela tenta "abstrair" o que acabou de ouvir...

Ela tenta fazer perguntas para Dina, mas em seguida, ele toma a frente de Dina e muito gentilmente, beija sua mão em cumprimento.

Mariana, muito espantada, não sabe o que fazer, nem o que dizer. Mas o trata com educação e gentileza.

Pede licença aos dois e corre contar tudo para Pedro...
Ela não consegue acreditar no que acaba de acontecer. Aquele HOMEM, lindo, de olhos azuis, forte, aparentemente atencioso... ser um "lunático"???

.............


.................


....................

Paola Zadra disse...

Ai ai... Pensamentos esquizofrênicos...

hahahaahahahaha

Mercedes Gameiro disse...

O bom é que não é só a dona do Blog que é completamente maluca.
Ela é uma pessoa muito bem cercada. hahahahhaha

Paola Zadra disse...

Haahahahahaaha

Claro que sou e estou muito bem cercada.

Por isso A-D-O-R-O esse Blog!!!

rsrsrsrs

Não gostou?!?!

Vou pensar em outra coisa...

Mas pode esperar alguma maluquice!

Bjucassssssssss

Ester disse...

Hahahahahahaha

A Paola é completamente maluca e maluca por completo.

Ela possui muitas qualidades e virtudes: Insanidade, loucura, esquizofrenia, maníaca, doida,demente,entre outras.

rs rs rs rs rs rs rs rs rs

hahahahaha

Marcelo disse...

ah Ester, ela é tudo isso sim, mas tem muito mais qualidades...

querida, inteligente, carinhosa, amiga, fiel, ixiiiiiiiiii dá pra ficar horas falando dela...

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e