terça-feira, novembro 14, 2006

Having Friends

Terrible English version of this post
(it's an online translator thing. So...forgive me. It's awful)

Os anos passaram muito rápido, mas muita coisa se perdeu. Perdi amigos queridos, outros nem tanto...reencontrei amigos perdidos e amados demais. Meus filhos cresceram mais do que eu podia imaginar. Meus pais envelheceram. Suicidei minha carreira. Meus sobrinhos são homens e mulheres que eu amo. Meu filho é um grande homem correto que me orgulha. Minha filha é uma jovem mulher que eu adimiro e me alegra. Minha cidade não é mais minha. Uma nova cidade me adotou. Tenho mais rugas, mais músculos, menos cintura, cabelo mais longo. Tenho mais consciência. Sou mais criança. Sou mais leve.
Muitas coisas mudaram. Outras não me surpreendem. Eu tinha acabado de me mudar e sentiria uma falta tremenda dos meus amigos. Do Franc e suas bobagens engraçadésimas, da Pat Castilho que gargalhava da vida comigo, do Edson Perin que ria sem parar de qualquer pensamento nosso...Ai meu deus, como seria viver sem essas pessoas?
Era 1996. Longe de casa, eu entrava pela primeira vez na interner. Cliquei no ícone da America Online, abri uma conta, entrei. Passeando esbarrei na área de entretenimento e cliquei em "Hollywood Cafe".
O que encontrei foram Francs, Edsons, Patricias e muitos outros, conversando como numa grande Festa de Babette. Fiquei encantada, tentada a entrar no assunto, mas tinha medo de escrever, achando que meu inglês não dava pra tanto. Entrei um dia, outro, outro, outro...uma bela noite quando entrei alguém disse:"Hi, Mg". Seguido de muitos outros "Hi Mg's". Não havia nada que eu pudesse fazer a não ser seguir o impulso de responder. Foi aí que tudo começou. Foi aí que nasceram uma das melhores partes de mim - MgMyself - e as pessoas que mudaram a minha vida. Pessoas que ainda têm uma influência gigante no que eu penso. Era gente demais. Alguns brilhantes, outros ridículos, alguns de verdade outros fakes, alguns pavões outros maravilhosos. Alguns divertidos, outros só interessantes.
E ali eu fiz amigos. Muitos. Inúmeros. Ali eu descobri que as pessoas se tornam mais íntimas quando se conhecem na internet; consolei muita gente, dei conselhos, chorei, pedi conselho, reclamei...tudo como todo mundo faz hoje, mas naquela época parecia inconcebível. Acabei econtrando essas pessoas ao vivo várias vezes e um ano depois voltei para o Brasil.
Como o tempo que passa, as pessoas passaram. Mais uma vez, muitas se perderam mas um pequeno número ficou. Com essas eu troquei e-mails e instant messages durante 10 anos. Tão longe e tão perto, nós acompanhamos os crescimento dos nossos filhos, formatura de alguns, casamentos que acabaram e outros que começaram,tristezas, perdas, alegrias, natais...vida.
Mês passado eu tive a alegria de rever quatro das minhas amigas mais próximas e mais queridas: Mary Pat Cantrell, Bonnye e as indispensáveis, infalíveis Wendie Dox e Kim Zimmermann.
Todo esse histórico foi para dizer que existem coisas que a vida nos dá e jamais nos tira. Existem pessoas e amizades que são maiores do que qualquer distância.
Eu sei e elas sabem que haja o que houver estamos juntas, mesmo que do outro lado do mundo. Eu sei e elas sabem, que não há nada neste planeta ou nos outros que possa destruir o que construímos de longe, em bases tão absurdamente sólidas.

1. eu em Los Angeles em agosto/96
2. eu e Natasha em junho/97
3. eu e Franc em 98
4. festa de despedida - junho/96
5.
Kim e Mary Pat - outubro 99
6. Wendie e Hailey - outubro 99
7. Wendie, Molly, Hailey e Katie - outubro 2006
8. Kim e Beanie - outubro 2006
9. Eu, em 96, 98, 99 e hoje, 15/11/2006



3 comentários:

Marília disse...

Como eu gosto de algumas fotos suas, daquelas que o coração transparece no sorriso, no olhar.É aasim que quero te ver sempre!!!
Fotos que mostram almas...inclusive a sua!!!
Beijoooo

Paola Zadra disse...

Linda, Linda, Linda, Linda!!

Todas as fotos... O texto inteiro!!

Não sei como vc consegue surpreender em cada post...


"Hi, Mg": Tô com saudades!!!

"Hi, Mg": Tô com saudades!!!

"Hi, Mg": Tô com saudades!!!


Bjucassssssssssss

Kim disse...

The very exclusive 'Yo Yo Sisterhood' endures ALL things. We are there for each other when needed with words of encouragement, tears, smiles, and just plain old ears to listen- those ears must be attached to the heart because only true friends hear with the heart and that is what we have with our friendships. We know the 'unspoken' says more than the spoken. I am truly blessed to have these women in my life. We are all over the world- did I say exclusive? I think there are 5 or 6 of us- yet we are only fingertips and keyboards away from one another. Mercedes, you shine, please keep shining. My love to all the yo-yo's. And I'm sure in the next 10 years more will be revealed- as we continue to trudge this road of happy destiny called life.