domingo, maio 17, 2009

Foram dias estranhos...


Teoricamente, eu parei tudo para escrever.
Teoricamente. Porque não foi o que aconteceu. Eu nunca imaginei que fazer uma festa de 15 anos desse tanto trabalho. Ou ao menos não imaginei que fazer a festa de 15 anos da filha de um diretor desse tanto trabalho.
Complicado. A coisa é: todo mundo espera muito de nós. Não sei porque. Não nos casamos numa grande festa (muito pelo contrário), não moramos numa mansão decorada por designers, não temos obras de arte, não temos tapetes incríveis e jóias, eu não uso Chanel e Prada, não estamos nas colunas sociais, não damos entrevistas para os jornais, não somos pessoas públicas, nunca mostramos um gosto refinado. Ao contrário, passamos a vida bem low profile, não damos festas, adoramos junky food, nossos carros são velhos.
Ok, mas parece que nada disso fala mais alto do que nosso nível de exigência no que diz respeito a trabalho, e é aí que a expectativa dos outros vai às alturas: "Imagina a festa da Natasha..."
É...e não foi exatamente fácil fazer com que tudo estivesse perfeito. Vou confessar que o trabalho mais fácil foi o meu, até porque a pessoa menos exigente nessa casa sou eu.
As pessoas que nos cercam trabalharam demais, e a grande maioria delas fez isso como um presente para nós. Isso, senhoras e senhores, não tem preço. Vou ficar em dívida para sempre. São todas pessoas ocupadérrimas, com trabalhos sérios, que nos deram de presente seu tempo, seu cérebro, seu gosto e sua competência. Larissa Cambauva, Kátia Gimenez, Renato S. , Judith Belfer, Diogo Gameiro (ok...esse é irmão, mas conta!) pararam tudo o que estavam fazendo para realizar o sonho de pricesinha da Natasha. E foram muito além. O que não tira absolutamente o mérito das pessoas que ganharam para isso:Raquel Poli incansável, Dani e sua paciência infinita, Carol Garofani com seu gosto impecável, Dee, Marquinhos, Monica Darjcz, e aqueles que eu certamente vou esquecer, porque sou péssima!
A festa foi linda e perfeita, com direito a fatos inpensáveis, inimagináveis...ou quase isso, já que eu, como mãe sonhadora, pedi todos os dias para o universo dar um jeito de providenciar aquela valsa que aconteceu de última hora, só para ver o sorriso da minha filha brilhar mais forte.

E no dia seguinte tudo ficou estranho...Meio como se fosse um castigo por tudo ter dado tão certo. A consequência do excesso de felicidade latejante, transbordante, e o exibir uma família feliz, amigos felizes, crianças felizes, e uma filha linda, foi descer até o submundo dos ratos corruptos e ter que sentir seu cheiro nojento. Tá...exagero...eu não acredito em castigo! Mas o cheiro dos ratos é nojento. Por 48 horas vivi um pesadelo que parecia novela das oito, com vilões canastrões com roupas questionáveis, diálogos mal escritos, cenário brega, mentiras, os mocinhos perdendo...Péssimo!
Mas sabe que já vivemos isso outras vezes. Não nesse nível "novela ruim", mas muito já tivemos que encarar a Nazaré! De tempos em tempos somos postos à prova, e sempre, sem excessão, no final da novela estamos mais fortes e mais unidos...Dane-se a perda...eu sei quem é mais feliz.

O resuldado disso tudo foi: nenhuma palavra escrita. Total BLANK no cérebro. Vou ter que reler tudo o que escrevi para poder retomar a história, mas juntei grande parte da minha família dentro da nossa casa e isso é mais importante que todo o resto. Eu aproveitei pouco, é verdade, mas fui meio que espectadora da união de todos. Tinha gente por todo lado, tomando conta da casa, comendo, rindo, conversando...e isso me faz feliz.

Aos poucos, agora, vou reorganizando a vida, voltando a escrever, voltando a postar. Ainda tenho toneladas para fazer antes de dar esta festa por encerrada. Só as minhas olheiras saíram do caminho...o resto ainda está por aí.

Obrigada pela paciência.
Espero ver todo mundo aqui nos comments outra vez.

Beijos muitos

Mg

8 comentários:

Anne disse...

Pelas fotos, a festa foi magnífica. Em pensar que eu falava com ela no telefone ela tinha 4/5 anos de idade. Que medo do tempo passando. Quando eu pensei nos 15 da Natasha, pensei quanto tempo faz que o Diogo está na minha vida. Decidi parar, fiquei com medo do relógio do tempo! :D

MgMyself disse...

Imagina eu?? hahahha!

marcos freitas disse...

quando vi o vídeo no youtube (e talvez eu tenha sido o primeiro depois dos "produtores" pois era o 6th viewer) ...pude imaginar o tamanho da produça pra festinha da natasha ahahahaha
...que pena essa parte "novela ruim" num roteiro tão legal, mas... c'est la vie, né?
suerte aí na(s) recuperação(ões)

bjs
m.

p.s. mó linda a sua cloninha!

Rafaela disse...

Continuo inconformada de ter perdido a festa.
Não imaginei que seria tudo (minhas expectativas são sempre menores... ou sou meio burrinha mesmo!)
Mas fiquei bem feliz por saber que tudo foi lindo. Vc bem sabe, estou sempre na torcida!

bjs

Clélia Fagundes disse...

O que vale é o momento....esse gosto de quero mais que deixou aos seus convidados....a sua alegria de ver a sua casa cheia de gente e de flores....e de ver todos tão felizes...da felicidade da sua filha ao dançar a valsa....o resto não importa... por isso se chama R E S T O!...
bjs
suadades....

na disse...

AAAH QUE LINDA. *---* novela ruim? só mais uma. mas nada nos derruba ma :]
eu te amo muito, e obrigada por tudo tudo !
beeijos

C. Garofani disse...

Ahhhh eu nao tinha visto o post! :D Ta vendo, vc nao escreve e eu perco o habito de voltar aqui! Mas eu sei que vc tava quase maluca com a festa... e deve ter sido linda linda linda! Ja te falei mil vezes ne, falei com o Di, com a Mari e eles me contaram..

Parabens pela paciencia, pela persistencia, por nao ter esganado a filha, o marido, a sogra e nenhum fornecedor, e por ter feito esse evento lindo lindo lindo e de tao bom gosto no meio dessa bregarada social por aí.

Viva a Mercedes!

Alice Salles disse...

Nossa, você é uma SANTA! hahahaha
Agora se você voltar a escrever ninguem aqui vai ficar triste, viu!?
BEIJOS