domingo, dezembro 28, 2008

Resoclusões

Estou fazendo hora para não dormir. Tenho que sair de casa as 4 para o aeroporto, pegar um vôo as 7 que vai atrasar com certeza...e se eu dormir agora sei que vou perder a hora, etc etc...vocês me conhecem. Melhor deixar para dormir no avião, I guess. I hope. I don't know.

Tenho impressões para relatar. Coisas que tenho pensado e talvez possam se transformar em resoluções de ano novo, embora eu ache que resoluções de ano novo são como lista de supermercado: a gente faz, mas sempre esquece no balcão da cozinha. Ou sou só eu?
Agenda é pra não usar, lista para não seguir, requisição de exame para perder, lista de prioridades para esquecer, e assim por diante. Quando serei eu capaz de seguir as regras que eu mesma me imponho? Aff.
Além destas coisas que podem ser resoluções, tenho conclusões...serão elas definitivas? Sei lá.

Conclusão:
Eu não me conheço. Passei a vida dizendo que sou uma leitora preguiçosa e que não gosto de ler ficção, mas nos últimos 30 dias devorei 5 livros com a voracidade de um leão, todos fantasiosos, todos merecendo que eu escondesse a capa para ninguém dizer: "O que? Você lendo isso?"

Resolução:
Joguei fora meus rótulos. Gosto do que me dá prazer e os objetos deste prazer variam de ano para ano, de momento para momento. Vou tentar manter isso como um mantra sagrado.

Resolução:
Em 2009 vou editar um livro. Algum. Qualquer um. Seja uma coletânea de crônicas, seja de short stories, seja um dos romances que eu venho escrevendo pouco mas sempre. Chega de ser uma escritora não publicada. Estou ficando velha e talvez seja hora de fazer alguma coisa que fique para alguém, ou sirva ao menos para fazer fogo num dia frio.

Conclusão:
Ainda bem que o meu marido existe para me dar um empurrão de vez em quando. É duro, mas tenho que adimitir que sem esses empurrões, eu talvez não tivesse tido coragem de realizar metade do que realizei nos últimos 16 anos. (claro que ele tem a ver com a resolução acima)

Resolução:
Escrever na primeira pessoa é mais fácil, mais envolvente e mais divertido, e talvez seja exatamente isso que faz com que alguns dos meus textos sejam adorados por quem lê. Vou modificar os meus dois romances - ambos narrados por uma voz alheia à história -, reescrevê-los desde a primeira página, fazendo aquelas duas mulheres contarem suas histórias de própria voz e acho que assim eu não só consigo terminar os dois, como consigo envolver melhor a quem for ler.

Conclusão:
Se eu não tivesse deixado de ser preguiçosa e não tivesse tentado descobrir o que fez com que a Stephenie Meyer conseguisse tirar milhares de adolescentes ao redor do mundo da frente do computador, para ler uma saga de 4 livros de 500 a 700 páginas cada um, eu jamais teria chegado à resolução acima, o que comprometeria seriamente a outra resolução -- aquela ainda mais lá em cima.

Conclusão:
Consegui cumprir a resolução de ano novo de 2008: emagreci 13 kilos, estou me sentindo bem, embora não exatamente magra (dá um tempo...eu tenho quase 50 anos!!), e foi a grande vitória dos últimos 8 anos. Cheguei à conclusão que engordar foi uma maneira de me proteger e me esconder; eu tinha milhares de motivos para isso, mas agora que os motivos se foram, era hora de voltar a ser eu. I'm back!

Resolução:
Com a mesma força que me fez fechar a boca e ser disciplinada durante um ano inteiro, eu vou mudar algumas outras cositas.
. Vou deixar de ser cigana e comprar a minha primeira casa. (Ok...mentira..vou comprar a minha primeira casa mas não vou deixar nunca de ser cigana.)
. Vou fazer aula de canto.
. Vou elaborar um cardápio decente (ai que saquinho...alguém faz isso pra mim?) para parar de ter que pensar no que fazer de comida todos os dias, porque essa é a parte mais ridícula e repetitiva e chata e sem importância da vida! To cansada de sair da mesa do almoço tendo que decidir o jantar. Será que não dava pras pessoas comerem só uma vez por semana?
. Vou pensar numa lista decente de coisas que quero ou preciso fazer.

Conclusão:
Outra resolução cumprida foi: vou escrever mais.
Eu escrevi muito mais esse ano do que nos últimos outros. Talvez não tenha publicado tanto, mas escrevi histórias mais longas, conseguindo o que, durante muito tempo, eu julgava impossível: escrever histórias e não apenas impressões.

Resolução:
Agora que eu sei que posso...vou me libertar dos pequenos problemas que eu invento para me impedir de escrever como eu gosto, e vou me colocar dentro do que quero contar...e sim, sim, mais uma vez EU VOU ESCREVER MAIS.

Conclusão:
Nunca, em 47 anos, eu fui tão tranquila, tão segura, tão feliz.

Resolução:
Vou manter isso como mais um mantra sagrado.


Feliz Ano Novo, crianças...que 2009 seja muito melhor do que este ano terminado em 8, que como todos os outros anos terminados em 8, parecia nunca querer acabar!

Um beijo amigo no seu umbigo

5 comentários:

Fernanda S. disse...

Fazia mto tempo que não passava por aqui! Shame on me!
Adorei todas as resoluções, conclusões e aspirações...

Espero mesmo um livro seu!!! De dedinhos cruzados para que dê certo!

Beijo e ótimo 2009 =)

ROCHA disse...

Um livro! Eba!!!!!

Depois de tantas resoluções, conclusões, etecetera e tal... Só me resta desejar que 2009 venha repleto de inspiração, realizações e: Livros. Vários deles!

Promessa não é dúvida, é dívida hein!
Estamos esperando.

Sucesso!

Alice Salles disse...

2009= 11...
Mer, voce sabe muito bem o que isso significa!
Ahhhh quanta coisa boa cai acontecer...

BEIJOS!

Livia Costa e Silva disse...

se soubesse o lugar lindo que vou ao fim de algumas tardes, onde sento-me com a vista maravilhosa do rio Tejo e leio tudo que vc escreve. simplesmente amoooooo.

um 2009 repleto de realizações pra vc!

Bjs grandes

Clélia Fagundes disse...

Amiga....adorei as resoluções e conclusões.....espero que continue a concluí-las em 2009 e por ai a fora.....Desejo que nao deixe de ser cigana....mas que compre a primeira casa.......rssss. bjsssssssssss