segunda-feira, dezembro 10, 2007

Confesso a minha intolerância

As coisas em que acredito ferem menos as pessoas do que aquelas nas quais eu não acredito. E este meu “não acreditar” vem de algum lugar escondido dentro de mim. Eu já tentei acreditar com todas as minhas forças, e quanto mais tento, mais meu raciocínio lógico me faz cética e eu caio no pensamento de sempre: será que eu não mereço acreditar?
Depois disso meu lado científico – ou sei lá como devo chamar – grita ainda mais alto, me mostrando que este é um pensamento reflexo da minha formação judaico-cristã, que beira o ridículo…e eu fico sem resposta para ele.
Mas eu me lembro de ser criança e querer acreditar; lembro também de ver meus pais sofrendo e perguntar por que. De pequenos questionamentos infantis, em pequenos questionamentos infantis, fui procurando as respostas e elas nunca foram suficientes. Nunca! Eu nunca consegui descobrir a relação que pode existir entre o big-bang e Deus, entre a evolução e a religião, entre a história e a fé cega. A história então…céus!…essa me fez descrer ainda mais, e a cada incursão minha nessa coisa fascinante que é a história eu encontro mais um furo nos fatos que o mundo insiste em se basear para ter fé em algo maior.
Trabalhando em propaganda eu passei a desacreditar na Igreja de uma vez. Foi entendendo o mecanismo da persuasão que eu entendi a grande lavagem cerebral que as religiões fizeram e fazem em seus fiéis. Seja católica, protestante, evangélica, judaica, muçulmana…tudo me parece um claríssimo tabuleiro de xadrez, e as pessoas meros peões desesperados por algo que as lidere e as impeça de pecar e, conseqüentemente, perecer.

Depois veio a vida…e durante a vida precisei parar muitas e muitas vezes para perguntar como um Deus onipotente e onipresente permitiria as cruzadas em seu nome. E a Inquisição? Como deixaria nascer um Idi Amim, um Sadam Hussein, um Mao, um Stalin, um Costa e Silva, um Médici, um Pinochet, e tantos outros ditadores desequilibrados? Com que critério Deus escolheu os 288.826 mortos e mais de 120.000 desaparecidos da Tsunami em dezembro de 2004? Eles eram todos maus? Eram todos ímpios? Eram todos infiéis? E para matar os pais de uma criança de seis meses? E baseado em que pecados terríveis permitiu que 6 milhões de Judeus, homossexuais, paraplégicos, míopes, e outra pessoas com “defeitos” fossem mortas em nome de uma raça pura, durante o Nazismo; e pior!, permitiu que Hitler crescesse? E por que permite que a América invada o Iraque, Israel e Palestina permaneçam em guerra por 50 anos, e Católicos e Protestantes na Irlanda até outro dia, etc etc etc….Quem é esse Deus?

E mais do que isso, por que as pessoas precisam tanto acreditar em algo mais forte do que elas, que possa puní-las se agirem errado e dar-lhes um lugar no céu se forem bons? Elas não sabem agir certo simplesmente por ser certo? Não sabem que não se pode prejudicar o próximo? Não entendem que para toda ação existe uma reação? Que você recebe o que dá e colhe o que planta? Não dá para simplesmente agir direito porque a gente deita a cabeça no travesseiro e dorme tranqüilo? Não sabem que só a paz de espírito é o verdadeiro paraíso?
Que tipo de animais nós somos?

Hoje assisti pela TV a um culto – sei lá se é um culto – de um pastor….putz...Alzheimer deve ser o nome dele, porque eu esqueci! Bom... o sermão dele era parte de um DVD chamado “Grávidos de Avivamento”, que ele, obviamente, estava vendendo e oferecendo o dinheiro de volta se você comprasse e um milagre não ocorresse na sua vida. Eu olhei todo aquele povo apinhado e tive pena. Muita pena. Tive pena dele por ser podre. Tive pena do povo por ser tão frágil e fraco a ponto de se render àquele discurso medíocre com fanatismo, com histeria, com sei lá que nome se pode dar para tanta indigência mental. E eu pensei: “o que foi feito do espírito do homem? Que desespero pode ter tomado essa gente para que ela espere que aquele baixinho brega que mal fala português (e ainda finge falar aramaico) venha a salvá-la?” E eles gritam, e desmaiam, e pulam feito descontrolados e choram compulsivamente por que estão sendo salvos.
Ai meu deus! Que tipo de animais nós somos?

Eu fui ficando mais velha e perdendo a paciência. Eu tenho respeito pela fé alheia mas não respeito quem tenta doutrinar alguém. Não consigo nem começar a ouvir todos os blablablas que eles têm a dizer. Tenho arrepios quando alguém me diz que encontrou Jesus. Ai! Deus! Me salva de verdade agora! Eu encontrei um Jesus uma vez... mas ele era muito melhor e mais inteligente do que essa coisa que fizeram dele. Ele quis que seu povo entendesse coisas que até hoje ninguém se dignou a ouvir, coisas que foram deturpadas! Então não me venha com essa balela de encontrar Jesus, porque me irrita profundamente, simplesmente porque eu odeio gente burra, e essas pessoas não encontraram Jesus: encontraram um pastor que manipula almas desesperadas a quem elas pagam dizimo. Acredite: uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Ele ficaria muito furioso se visse a quantidade de dinheiro que circula nas mãos desses pastores, e do Vaticano, e em tantas outras Igrejas por aí que usam indevidamente o nome de um homem nobre para explorar pessoas. Eu li o que ele fez no templo, revoltado com o comércio. O que ele faria se visse este comércio de almas correndo solto por aí?
E eu me revolto com isso aqui no meu metro quadrado de existência, como me revolto com guerras santas, sejam elas travadas em casa ou em campos de batalha. Guerra Santa é oximoro: são duas palavras com sentidos absurdamente conflitantes!

No decorrer da vida conheci pessoas de boa vontade. Outras nem tanto. As de boa vontade nasceram com a alma limpa e o coração grande. Algumas delas são religiosas, outras nunca entraram numa igreja, e o que há em comum entre elas é a boa fé em nome da boa fé, em nome da vida, em nome de um mundo decente.
Outras vão à missa/culto/célula Domingo/sábado/quinta, rezam, têm um terço na beira da cama, fazem retiro, estudam a Bíblia...e odeiam a própria família. São pessoas incapazes de um gesto que não traga um pagamento de alguma forma. São mal intencionadas, agem como insetos que derrubam sua casa pelos alicerces sem que você perceba. Seus corações são cheios de inveja, soberba, ganância... e sim, lógico, elas precisam de um Deus, de um pastor, de um Pajé, um Xaman, um Rabino, de um alguém a quem confessar, a quem pagar por um lugar no céu no dia do arrebatamento. Precisam demais! Eu as vi com meus próprios olhos, e as reconheço de longe.
(É lógico que existem pessoas de boa vontade em todas as religiões, não resta dúvida, mas não é sobre elas que eu estou falando.)


É verdade. As coisas em que acredito ferem menos do que aquelas em que eu não acredito. Trust me. Se eu fosse pedir alguma coisa a Deus, pediria para ser ignorante.


22 comentários:

Vida disse...

Adoro seus textos...
Sou redatora tb, iniciante, claro, mas espero alcançar 10% do seu conhecimento pelo menos.
Parabéns e por favor não deixe de escrever.

Iana Mota

gil disse...

Essa é sua opinião ou a minha? Cheguei a confundir. Ótimo blog, parabéns.

Flavia Melissa disse...

estamos em sintonia, estou escrevendo exatamente sobre isso tudo, mas numa outra ótica... bom, a minha ótica e sempre outra, e já to me acostumando a me sentir um ET ou Alice no país das maravilhas ou, ainda, peter pan em never never land...

é que o deus que existe prá mim é esse que existe aqui dentro. eu sou deus, vc é deus, até o sadhan é deus, o que existe dentro dele - ou melhor, existia.

o que as pessoas não entendem e confundem é que a única lei que existe na face da terra é a da ação e reação, e nem to falando do segredo pq isso já deu. mas as pessoas deveriam pensar que, na verdade, quando fazem algo de bom não é prá esperar ir pro céu, pq céu e inferno é a gente que faz da nossa vida, aqui e agora ou, no máximo, daqui há alguns anos.

eu sou budista e, como tal, não acredito em reencarnação, e sim em renascimento. a diferença é que no renascimento eterno - ou samsara - vc pode nascer qualquer coisa: uma minhoca, uma abelha, uma flor ou um gambá. isso de acordo com o kharma de cada um...

por isso concordo: deus não está em igrejas, em sinagogas, em templo nenhum construído pelas mãos dos homens. o templo maior do meu deus é o meu corpo, é aqui dentro que ele vive e ser feliz é a melhor forma de agradar a esse deus.

algo mais ou menos assim...

amo, adoro e venero, e sinto sua falta prácaraleo!

Flavia Melissa disse...

e puta que pariooo!
meu comentário é um post!
sorry ;]

Anônimo disse...

Você pode Fla!!!
Eu concordo tanto com você que chega a doer.
E eu nem sou budista, mas tudo me parece óbvio demais. E nem li o Segredo, nem vi o filme, nem comprei o bottom. Só que está tudo na cara da humanidade e todo mundo se recusa a ver.

Pode mandar post que eu amo!

Beijoca

Mercedes

Flavia Melissa disse...

é isso mesmo, é óbvio demais e chega a irritar as pessoas não perceberem isso.

por falar em sintonia, tava vendo agora há pouco nosso amado Jack Bauer-salvadordomundo, naquele episódio da segunda temp. em que mr. president tem que decidir onde vão jogar a bomba atômica prá não destruir a cidade dos anjos e seus habitantes.

gosh! quase me matei de angústia quando decidiram jogar a bomba no deserto, "porque vida nenhuma seria atingida". geez! como assim vida nenhuma? e as minhoquinhas, e os pássaros, e as micro e escassas plantinhas? what do u mean vida nenhuma?

a humanidade vai de mal a pior. quem é que nos autoriza a achar a vida humana mais digna de continuar sobre a face da terra do que outros tipos de vida? claaaro, 24 hrs tinha que continuar e prá isso L.A. não poderiam explodir, assim como o Jack Bauer tiiinha que sair vivo daquele avião - um viva a Geroge Mason! mas isso só me faz pensar como as pessoas são tortas e cegas prá realidade.

holocausto, terrorismo, armas de destruição em massa. tudo isso pros homens provarem pros outros quem tem o pinto maior. e tem gente que ainda tem a audácia de dizer que Freud está fora de moda!

bah!

Marília disse...

Aiiii como vou conseguir me expressar aqui????hahahahahha
Acho que meu Deus é só meu!!!
Eu acredito nele, mas não sirvo pra seguir as pessoas que falam em seu nome.Fui delicadamente, convidada a não participar das rezas.Criei muita polêmica na única que fui!!hahahaha
Onde me encaixo????

Anônimo disse...

Você se encaixa na parte do planeta que questiona. Ou pelo menos que se manifesta.
Eu sempre tive problemas morando em prédio e condomínio, porque tem sempre o dia que aparece uma vizinha com a tal da capelinha da Santa pra passar um tempo na minha casa. Ai ai ai... e depois a vizinhança em peso aparece pra rezar. Eu pulo fora mais do que rápido. Agradeço e já aviso que sou uma péssima vizinha e uma péssima católica.
Aff. Se eu quisesse a vizinhança na minha casa, abria uma quitanda.

Mercedes

alice disse...

Ai Mer, eu to assim esses dias, na intolerancia total. E so estou assim porque SEI que o MUNDO e completamente liderado por gente que engana e enrola todos os povos com historias furadas e cheias de mentiras... Ai... foi otimo ler isso aqui!


beijos da Alice

Carolina Garofani disse...

Peraí que eu vou sair pra comprar um livro de receitas de sopas.

Me faz uma lista das que vc mais gosta pra eu ir aprendendo... daqui a 80 anos, quando vc precisar, eu vou estar craque!

Anônimo disse...

Iana, se eu deixar de escrever eu evaporo! E quanto a 10% de conhecimento e tals, espera chegar aos 46 que vai ser fácil! Não é nenhum dom, é só kilometragem. hehehe!

Carosoup...eu odeio sopa. hahahha! Mas daqui a 80 anos eu não vou ter dente mesmo...então trate de achar receita de sopa de pizza, sopa de bife mal passado, sopa de Big Mac, sopa de sashimi, essas coisas que tem gosto bom!

Gil, "é que Narciso acha feio o que não é espelho" ;) Bem vindo ao meu mundinho...

Beijos crianças.

Mercedes

Rocha disse...

Cofesso que tanta indignação me assustou um pouco, não deveria, mas assustou.
Concordo - em parte - com sua postagem cheia de protesto.
Sim, porque esses seres que se auto-intitulam "humanos", estão cada vez menos "humanos" e cada vez mais manipuladores de pessoas cegas, carentes e outras... burras mesmo.

Anônimo disse...

Calma, Rocha.
eu não chego a ser um lobo mau. No fundo até que eu sou bonitinha.
;)

Me

®.o.©.h.@ disse...

Ahahahahahah!!!!!!
Como assim lobo mau?
Eu hein :)))

bj.

Marília disse...

Meu problema é bem com essas pessoas mesmo.Essas que batem no peito e se dizem católicas, vão a igreja todo santo domingo e nem acabam de colocar os pés pra fora, já estão falando mal dos outros, inventando histórias, julgando.E o pior de tudo, deixarem claramente a felicidade que sentem com a tortura alheia.

Anônimo disse...

Longe de mim tentar doutrinar alguem ou então concordar que o mundo da forma que está é Governado por Deus.
Só que dentro de todo esse seu questionamento existe uma reposta sim.
Deus nunca é a causa da maldade. A Bíblia deixa isso muito claro. Aqueles que atribuem a Deus a culpa por coisas tais como assassinatos e terrorismo estão difamando a ele. Veja o que Jó 34:10 diz: “Longe está do verdadeiro Deus agir ele iniquamente, e do Todo-poderoso agir injustamente!” De forma similar, Tiago 1:13 diz: “Quando posto à prova, ninguém diga: ‘Estou sendo provado por Deus.’ Pois, por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém.” Assim, se você tem passado por provações, esteja certa de que Deus não é o culpado disso.
Muitos acham que o Deus Todo-Poderoso é o governante do mundo, aquele que tem o controle direto sobre tudo. “Nem um único átomo ou molécula do Universo está fora do Seu controle”, disse o presidente de um seminário teológico. A Bíblia realmente ensina isso?
De modo algum. Muitos se surpreendem ao descobrir o que a Bíblia realmente diz sobre quem governa o mundo. Por exemplo, 1 João 5:19 declara: “O mundo inteiro jaz no poder do iníquo.” Quem é esse iníquo? Jesus Cristo identificou-o como Satanás, o Diabo, a quem ele chamou de “o governante do mundo”. (João 14:30) E isso não faz sentido? Afinal, Satanás é cruel, engana as pessoas e está cheio de ódio — características que muitas vezes estão por trás do sofrimento que as pessoas passam.
A humanidade, apartada de Deus e desencaminhada por Satanás, criou um sistema mundial em que há cada vez mais sofrimento e desespero. Até mesmo a Terra está sendo arruinada!
Num futuro próximo Deus não permitirá que Satanás e o seu mundo iníquo continuem a existir indefinidamente. O propósito original de Deus, de transformar a Terra num paraíso, nunca mudou. Para isso acontecer, o Reino de Deus e aqueles que o apóiam ficarão cada vez mais fortes, ao passo que o mundo sob o controle de Satanás passará por crescentes “dores de aflição” até o dia em que Deus acabar com ele. (Mateus 24:3, 7, 8) Por isso, se você já perguntou sinceramente a Deus “por quê?”, escute o que ele diz, levando a sério a mensagem bíblica de consolo e esperança. Mesmo agora, suas lágrimas de tristeza podem transformar-se em lágrimas de alegria.

Anônimo disse...

CAro anônimo,

Eu não tenho lágrimas de tristeza nos olhos. Eu não estou passando por provações.
Acho que você não entendeu a minha opinião. Eu não acredito neste Diabo que a bíblia cita. Eu acredito que o bem e o mal são parte da naturez humana , e cada um escolhe por onde seguir.

Eu critico as pessoas muito religiosas, venham elas da religião que vierem. E eu discordo que aquele personagem do velho testamento que mata, explode, pune e explora seja um Deus todo poderoso, criador de alguma coisa que não um grande manual de ética, que quer o bem da humanidade e o paraíso na terra. Ao contrário acho um déspota! Basta LER para entender!
O que eu disse, não é que eu passo por privações e culpo a Deus por isso. Não! Eu disse que não acho aceitável que as pessoas vivam uma vida esperando que Deus ou a Igreja (seja qual for) as salve!! E que achem mesmo que deus provê, deus quer, deus comanda suas vidas.
Só elas mesmas podem comandar suas vidas, e infelizmente, elas as entregam a pastores, padres e "líderes espirituais".
O que eu acredito é que todo homem é divino! E TODO HOMEM DEVERIA SABER QUE É O DEUS DE SUA PROPRIA EXISTÊNCIA. O resto é o andamento natural da vida.

Obrigada de qualquer forma pelo que você chamou de "não tentar doutrinar". Este é um espaço livre. Pode vir quando quiser, e não precisa ficar anônimo.


Mercedes

sylvia disse...

Você tem razão quando diz que a Igreja, pastores e lideres espirituais não salvam. Claro que não. São humanos imperfeitos como qualquer outro. Como depositar fé em humanos? Complicado.
Acho todos os seus questionamentos interessantes, afinal de contas é difícil acreditar em algo que simplesmente falam para você mas não dão provas. Geralmente esses questionamentos partem de pessoas inteligentes, que colocam a cabeça para funcionar. Mas a própria biblia nos da provas concretas disso.
E dificil falar que Deus salva quando vemos que uma criança morre vítima de cancer, e outra sobrevive a mesma doença. Deus não é injusto. Jamais estenderia a mão para um e esqueceria de outro. Hoje ele não interfere nisso.
A bíblia deixa clara que a promessa de Deus é de vivermos num paraíso terrestre, jamais cita que Deus opera milagres nos dias de hoje, ou seja, para que isso aconteça, temos que ao menos tentar adequar nossas vidas dentro dos princípios bíblicos, assim futuramente desfrutaremos de muitas coisas boas que Deus tem guardado para nós.
Pode ser que isso ainda não faça sentido para você, como já não fez sentido para mim um dia.
Mas como explicamos o perfume de uma flor, o nascimento de uma criança, a chuva que cai do céu ou o sol que nasce todas as manhãs? É assim e pronto?
Eu descobri que não através da bíblia, e não foi nehum pastor ou igreja que me fez pensar dessa maneira.
Mercedes, peço desculpas se te ofendi de alguma forma no primeiro comentário, não foi essa a intenção, apenas tentei explicar de acordo com a bíblia o porque Deus permite o sofrimento nos dias atuais.
Respeito muito a sua opinião e admiro muito seus textos.
Renovo minhas desculpas!

bjs

Anônimo disse...

Sylvia,

Você não me ofendeu. Discutir engrandece as pessoas e ajuda a formar pensamentos fortes.
Eu acho que o bem e o mau - são parte de um mesmo todo, assim como nascer e morrer, assim como começar e acabar, como branco e preto. Eu explico o perfume da flor, a chuva, o sol e o voo dos pássaros como: natureza, evolução e sobrevivência.

Se para você é a presença de Deus, saiba que disso são feitas a sua natureza e a sua sobrevivência. Logo, amiga, estamos todos no mesmo barco. (Menos os caras que "encontraram Jesus", porque eu não me lembro de ler nos jornais que Jesus tinha sumido).

Somos todos a mesma coisa, isso dito milhares de vezes. Não passamos de moléculas semi-divinas, semi-burrinhas, que fazem parte de um sistema gigantesco de moléculas.
E discutir crenças e religião é tentar separar e classificar essas moléculas que não foram feitas para estar separadas.

that's it.

(mas eu vou continuar dizendo que o Deus do êxodo era um déspota vaidoso. hehee)

Mercedes

Sylvia disse...

Hahaha

"(Menos os caras que "encontraram Jesus", porque eu não me lembro de ler nos jornais que Jesus tinha sumido)."

Compartilho desse mesmo pensamento. Muito bom!!!!

Admiro cada vez mais sua criatividade e seus textos, você é incrível!

Costumo visitar seu blog com certa freqüência. Não me lembro ao certo como o encontrei, mas lembro perfeitamente que o texto que me chamou atenção foi um que isentava a condição de uma loira ser inteligente apenas pelo fato de ser loira. Ainda me pego dando risada sozinha da pergunta: "quem disse para o José Mayer que ele é bonito?".

Nunca havia “interagido” antes, mas confesso que o fiz tarde. E muito bom poder partilhar idéias com pessoas tão inteligentes como você!

Parabéns!!!

Por mais que não partilhemos das mesmas convicções, espero que algo que eu tenha dito possa fazer algum sentido para você, como coisas que você disse fazem sentido para mim também.!

bjs

Anônimo disse...

:)

Anônimo disse...

essistem o filme "DEUS NÃO ESTÁ MORTO". Lah vcs vão encontrar algumas resposta que vcs tanto procura, ou então leia a Biblia que com certeza vcs vão tirar todas as suas duvidas..“Desperta, ó tu que dormes" !!